f

Get in on this viral marvel and start spreading that buzz! Buzzy was made for all up and coming modern publishers & magazines!

Fb. In. Tw. Be.
ACELERADORAS DE STARTUPS FORTALECEM O MERCADO BRASILEIRO

À primeira vista, incubadoras de empresas e aceleradoras de startups fortalecem o mercado e parecem ter a mesma função: tornar pequenos negócios maiores e bem sucedidos. No entanto, em um olhar mais aprofundado, podemos notar algumas diferenças na atuação de cada uma.

Enquanto as incubadoras incentivam pequenas empresas de acordo com a demanda regional ou governamental, as aceleradoras focam em startups escaláveis, que tenham potencial para crescerem rápido e que já possuam alguma estrutura.

Aceleradoras de startups apostam em menos burocracia

Para ter uma empresa incubada, o empreendedor precisa apresentar seu plano de negócio para conquistar verbas. Com isso, a empresa demanda mais formalidade na apresentação que exige critérios rigorosos. Por outro lado, as aceleradoras de startups tornam os processos menos burocráticos, mais rápidos, mesmo que ainda criteriosos.

Ecossistema colaborativo e de inspiração

O maior objetivo das aceleradoras de startups é ajudar os empreendedores a construírem e consolidarem seu negócio. O sucesso ou o fracasso de uma empresa pode ser determinado pelo tempo entre sua criação e seu break even, quando as contas começam a ser pagas pelo seu próprio capital. Por isso, parcerias são fundamentais para que ela sobreviva aos primeiros meses e o networking é uma das principais ferramentas neste processo.

Um ecossistema compartilhado, com pluralidade de discursos, que possibilite um fluxo de negócios múltiplo é terra fértil para as startups. A Circle, por exemplo, é uma aceleradora de empresas e empreendedores da área de marketing, gestão e vendas, que promove o cross selling entre os participantes de seu ecossistema, cuja missão é criar conexões e fomentar a transformação do mercado por meio da economia colaborativa. Por isso, os pilares que sustentam a atuação da aceleradora são inovação, criatividade, crescimento exponencial, conexão com pluralidade e compartilhamento. 

Além disso, aceleradoras de startups se apoiam em sessões de mentoria personalizadas entre empreendedores, enquanto as incubadoras de empresas baseiam-se em modelos tradicionais de consultoria, com menos personalização e mais generalizados.

As martechs como foco 

O Brasil possui atualmente mais de 13 mil startups, número 20 vezes maior que o de 2011 – o que demonstra a crescente transformação do mercado. Essas empresas se proliferaram com velocidade, em diversas áreas de atuação, acentuando a necessidade de ramificar ainda mais o segmento. De acordo com a Startupbase, base de dados oficial do ecossistema brasileiro de startups, as martechs representam 2,31% das empresas mapeadas.

As martechs atuam de diversas formas, oferecem ferramentas que otimizam processos, trazem insights e definem estratégias de marketing on e off-line. A crescente quantidade dessas empresas no país motivou a criação das aceleradoras que auxiliam os empreendedores na sua construção e consolidação.
A Circle Aceleradora é pioneira no mercado de aceleradoras de martechs no Brasil. Seus diferentes produtos e serviços atrelados à tecnologia aproximam as aceleradas de seus resultados com mais estratégia e agilidade, oferecendo às empresas participantes sua expertise em live experience, big data & business intelligence, branded content e marketing digital. A atual revolução tecnológica da quarta Era do Marketing pauta o consumidor por experiências que unem o on e o offline, – por isso, é imprescindível ficar atento às movimentações deste mercado.

Postar um comentário

You don't have permission to register